Visita à Fábrica da Natura

No início dessa semana tive a oportunidade de conhecer a Fábrica da Natura, que fica em Cajamar-Sp, perto de Campinas.
Logo de início já fiquei impressionada com o tamanho do lugar, é claro que por se tratar de uma empresa grande, você já imagina mais ou menos o que esperar, mas estando lá é bem diferente.


Lá dentro não podia ser filmado e nem gravado áudio e dentro de alguns espaços não eram permitidas fotos, mas onde isso era possível eu tirei e vou contar tudinho para vocês sobre essa visita incrível.
Fui com o pessoal do curso, para uma Visita Técnica, então assim que chegamos, já contamos com a presença de uma guia, que ia nos dando informações ao longo de todo percurso. Nosso grupo tinha umas 35, 40 pessoas, a maioria alunos e também alguns americanos que estavam lá também para conhecer.





De início, fomos para uma sala, onde a guia nos apresentou toda a história da Natura, desde sua fundação, lançamento de algumas linhas (como Mamãe e Bebê, Ekos) e sua evolução até os dias de hoje.
A Natura vende para a América do Sul, como Argentina, Chile, mas também para o México e o que não sabia é que eles têm uma loja em Paris! Olha que chique. 



O que pude perceber durante  visita é que eles prezam muito sobre a questão ambiental, afinal esse é um dos maiores valores da marca.
Grande parte da estrutura da fábrica é de vidro, para que o máximo de luz solar seja aproveitada na iluminação, economizando energia. 
Eles também têm uma estação própria de tratamento de água, que é usada para a fabricação dos perfumes e alguns outros produtos, o que sobra ainda é utilizada nos banheiros e na irrigação das plantas e se depois de tudo isso ainda sobrar água, é devolvido para os rios, devidamente limpa.
 

Existem algumas pracinhas no meio das fábricas, todas muito arborizadas e que levam nomes referentes às árvores, essa da foto, por exemplo, é a “Praça das Jabuticabeiras”.
Além de deixar o ambiente muito mais bonito, elas podem ser usadas para realizar reuniões e os funcionários podem trabalhar lá (dependendo da função, é claro).
As fábricas também recebem nomes como: Fábrica Bacia do Rio Doce, Fábrica Bacia do Rio São Francisco.



Além da questão do vidro, que já comentei  lá em cima, as paredes são de cimento aparente, ou seja, não precisa ficar pintando, reduzindo os gastos com a manutenção, até porque gente, imagina como seria pintar a fábrica toda?!?
  



Por estar longe do perímetro urbano, lá dentro tem um restaurante para os funcionários, lojas de conveniência, se precisarem comprar alguma coisa de emergência, um espaço saúde para consultas e exames de rotina, uma agência bancária, assim como as de rua, onde é possível fazer qualquer operação, um espaço de convivência com computadores.



E para as funcionárias com filhos pequenos, tem também uma creche! Tem capacidade para atender até 250 crianças de até 3 anos. Se acaso a mãe precisar amamentar o bebê, ela pode ir até lá. Já pensou gente que ótimo gente, isso porque segundo eles, é muito importante o contato da mãe do bebê, principalmente nos primeiros anos de vida.
  

Esse espaço é o centro de treinamento, reservado para encontros grandes. Como dá para ver na foto, o teto é aberto, entrando bastante luz.





Para finalizar a visita, fomos até a Loja da Natura, que fica lá mesmo. Onde estão dispostos TODOS os produtos da marca. 
Mas isso é assunto para um próximo post, onde vou mostrar tudinho para vocês.

Eu amei a visita, conhecer de perto a estrutura, a política da empresa, um pouquinho do funcionamento e fiquei contente em saber que o que conheço e ouço falar da marca, é realmente verdadeiro. Principalmente na questão ambiental, a qual eu sou super ligada.

Acompanhe o blog nas redes e fique por dentro das novidades:

Facebook   Instagram  Youtube

Share:

0 comentários