25 de julho - Dia do Escritor

Ontem, dia 25 de julho foi dia do escritor.
E por que não agradecer e reconhecer aqueles que com suas palavras nos fazem viver muitas vidas, travar batalhas, enfrentar monstros, viajar para lugares inimagináveis, conhecer vampiros, bruxos, deuses, semi-deuses, fantasmas, princesas, piratas, guerreiros, entre tantos outros personagens que ficam marcados em nossas memórias.
A leitura é capaz de levar nossa imaginação além. Quem nunca leu e ficou imaginando o lugar, tamanha a descrição de detalhe do escritor? Ou chorou após ler uma parte triste, onde as palavras e os fatos pareciam tão reais?
Temos que agradecer aos escritores que nos dão possibilidade de sentir isso.
E também agradecer aqueles que nos incentivaram a ler. Eu por exemplo, lia na escola, é claro, mas me apaixonei pela leitura graças a minha professora da 4º série (Maria Lúcia). Ela nos levava quase todos os dias à biblioteca e nos deixava livres, para poder ler aquilo que nos interessava.
Me recordo do primeiro livro que li e que me marcou: "A Pedra do Meio-Dia ou Artur e Isadora". É sobre um menino andarilho (Artur) que salva uma garota (Isadora) de uma onça e ela o ajuda a encontrar uma pedra que poderá salvar o reino que está enfeitiçado. O livro é em formato de cordel, mas tem fantasia e aventura, e é meu gênero literário preferido (fantasia/aventura) até hoje.
Na faculdade também tive uma professora que me inspirou ainda mais o gosto pela leitura (Maria Inês), realizando a "Leitura Diária" em suas aulas.
Hoje, um dos meus projetos é ter minha própria biblioteca e estou caminhando para isso, afinal, adoro viajar. Um dia posso ir para Nárnia, outro para Hogwarts, Distrito 13, Mystic Falls...e por aí vai.

Devemos agradecer aqueles que escrevem para nós e também aqueles que leem para nós. 
Afinal, a palavra escrita deve ser celebrada.

beijos, Aline



Share:

0 comentários